Post desabafo (porque, aparentemente, eu sou o demônio encarnado e posso ameaçar fisicamente determinada pessoa)

Huuummm, por onde começar… Vamos pelo princípio, então.

Pessoas fazem bosta. Fato. Eu sou uma pessoa, logo, sou totalmente capaz de fazer bosta. And shit happens, right?

No bendito formspring (louvada seja a alma que inventou aquilo lá, amém) já me mandaram certas perguntas anônimas (coisa, a meu ver, de gente covarde). Até agora não teve uma, sequer UMA pergunta a qual eu não tenha respondido.  Porque eu acho que é só ter um pouco de neurônios ativos dentro da caixola pra pensar numa boa resposta para qualquer tipo de pergunta, a mais cretina que seja.

E não é muito difícil imaginar quem pode ter me mandado certas perguntas, né? Visto que eu tenho alguns neurônios ativos, alive and kicking aqui na minha caixola. Eu ainda sou o tipo de pessoa que se revolta quando vê alguém fazendo algo ridículo. Pois bem, eu resolvi mandar uma pergunta de volta. NÃO COMO ANÔNIMO, porque, como disse antes, isso é coisa de gente COVARDE. Mandei, a pessoa respondeu. E eu RIALTO com a resposta, meldels.

Depois, lendo outras perguntas que enviaram pra ela, eu fui percebendo: hey, tem gente que acha realmente, REALMENTE, que eu sou uma ameaça à integridade física da dita cuja. Gente que realmente não me conhece, isso é um fato. Mas anyways, eu estou pouco me lixando para o que esses seres imaginam sobre mim: não fui eu quem trocou de orkut, trocou email, trancou matéria na faculdade; não fui eu que mandei perguntinha anônima; eu não sou stalker. Eu estou na minha, estou vivendo a minha vida.

Num momento de raiva eu desejei profundamente a morte da dita cuja. Mas depois, pensando friamente sobre o assunto… Eu não desejo mais isso, não. Como eu respondi no já citado formspring:

Ah, eu só espero que ela não morra. Desejo a todos os meus dissabores uma vida longa. BEM longa.

Anúncios

Autor: Lis

A wicked witch.

2 comentários em “Post desabafo (porque, aparentemente, eu sou o demônio encarnado e posso ameaçar fisicamente determinada pessoa)”

  1. Elisa, eu realmente entendo porque você tenha pensado isso. Mas, sinceramente, não precisa pensar nada errado. Foi o Rafael que deixou aquilo e era uma piada interna que não tem absolutamene nada a ver com você. Foi só uma péssima escolha de palavras.
    É isso, eu só queria que você soubesse.

    1. É assim: a gente chama de covarde e, de repente, out of thin air, a pessoa resolve aparecer e gritar seu nome na arena. Well done, isso prova que você cresceu… um pouquinho.
      Mas apontar o dedo pro amiguinho não é legal…

      Não se preocupe com a BITCH NIGGER aqui. Eu tive trocentas oportunidades de fazer o que quer que fosse (físico, acadêmico, you name it) e eu não fiz porque EU NUNCA FARIA ISSO COM NINGUÉM.

      Agora me deixa viver a minha vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s