Filosofia I

_ Escute aqui garota, eu não vou ficar sentada nesta cadeira de balanço lhe dizendo o quanto o seu pai era um nada. Não, eu não vou fazer isso, simplesmente porque não preciso e não quero. Está aí na sua cara o valor daquele moleque: uns cinco centavos, se muito.

_ Seu café, vovó.

_ Eu não pedi café, eu pedi um capuccino.

_ Mas vovó, o doutor disse que a senhora não pode tomar leite…

_ Que se dane aquele doutor, garota! Eu já vi mais coisas que aqueles óculos poderiam sonhar; eu já ouvi mais histórias que toda aquela ladainha sobre não tomar muito gim e agasalhar os calcanhares; eu já viajei mais que aquela maleta surrada de couro falso que ele carrega pra cima e pra baixo desse rio. Agora sirva de alguma coisa pra sua velha aqui e ponha leite e chocolate nesse café horrível que você faz.

_ Sim, vovó.

_ Vocês sabem o que leva uma pessoa cheia de antibióticos a se entupir de capuccino num domingo frio de agosto?

Os dois rapazes se entreolharam e sacudiram a cabeça negativamente.

_ A autoindulgência, meus caros.

_ …

_ … Então, senhora, se pudermos voltar ao assunto…

_ Sim, sim… Onde é que eu estava mesmo?

Anúncios

Autor: Lis

A wicked witch.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s