Ser brasileiro, com muito orgulho, com muito amor – a cada quatro anos

Sempre gostei de Copa do Mundo, desde bem pequena. Lá em casa fazíamos tudo: torcer pela seleção, reunir família, amigos, acompanhar todos os jogos, cantar o hino (muito bem aprendido), jogar o chaveiro no chão e dizer que o time adversário “tá amarrado” e outras mandingas.

Agora, já adulta, há uns cinco anos venho acompanhando a Copa da UEFA (a liga de futebol dos clubes europeus) e religiosamente me transformo em ferrenha admiradora do esporte bretão em anos de Copa do Mundo. Isto não mudou este ano, apesar das minhas poucas esperanças de vitória de nossa seleção.

O que me chama atenção é ver as manifestações de patriotismo e ufanismo que nosso povo só apresenta durante este período. Sabe quando você assiste a qualquer, praticamente QUALQUER filme norte-americano, e vê alguma citação à bandeira deles, ao seu espírito empreendedor, ao american way of life? Então. É isso, mas só de quatro em quatro anos. Isso que os irmãos lá de cima sentem a todo momento, nós só sentimos nessa época. Engraçado, né?

Vou só deixar esse pensamento aqui por enquanto. Vamos ver o que acontece na próxima rodada.

Anúncios

Autor: Lis

A wicked witch.

Um comentário em “Ser brasileiro, com muito orgulho, com muito amor – a cada quatro anos”

  1. Estive no Chile no réveillon. O corpo de bombeiros é voluntário e na noite de ano novo, durante os fogos, eles gritam “chichichi-lelele viva Chile”. Achei essas coisas engraçadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s