Credo in unum Deum x Credo in plures deos

Admitia que lhe dissessem “vá com Deus”, mas negava-se a aceitar um “eparrei“.

Achava linda a Missa do Galo, o incensório na frente da procissão, as velas iluminando os santos; mas não podia conceber que oferecessem comida aos deuses.

– – –

Tememos aquilo que não conhecemos. Porém, em uma era na qual temos acesso a tanta informação, como pode haver ainda tanta gente desinformada e mal informada? Como podemos ainda viver na ignorância (o não-conhecer) e no preconceito (o muito-penso-que-sei) de que aquele que crê em algo diferente da minha crença só pode estar errado?

Como pode haver apenas uma única e verdadeira verdade – e é sempre a minha?

Quando foi que ficamos tão prepotentes?

Não é preciso crer no mesmo que o seu vizinho; só faz-se necessário respeitar a crença do outro.

Anúncios

Autor: Lis

A wicked witch.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s