Marvel’s Agent Carter (ou o Feminismo Chutando Bundas nos Anos 40)

Eu assisto a séries demais. Demais.

Surprise!A grata surpresa enquanto espero a segunda temporada de Penny Dreadful e a quinta de Game of Thrones foi dar uma chance a Marvel’s Agent Carter. O que é dizer muito sobre mim,  pois eu acho Agents of S.H.I.E.L.D. muito ruim e tive uma certa resistência em começar a assistir ao novo seriado baseado no universo Marvel. Mas a minha boa impressão da performance de Hayley Atwell no cinema como Peggy Carter me fez abrir os olhos e o coração.

Imagine-se em 1946. Lindos carros, belíssimo figurino e músicas, aquele charme, não? Claro, também temos o terror do pós-guerra, as intrigas, o medo… Agora, imagine-se uma agente muito bem treinada, tanto em combate corpo a corpo quanto em armas, inteligente e perspicaz. Durante a II Guerra Mundial, você participou de importantes missões ao lado de um ícone americano e super herói. Você consegue decifrar códigos, entrar disfarçada em festas e afins. Legal, né?

Agora, imagine que a todo momento, seus colegas de trabalho duvidam da sua capacidade, não valorizam sua inteligência e veem você apenas como um “rostinho bonito”. E por que? Oras, porque você é mulher! Não é óbvio? É, docinho: bem-vinda aos anos 40! Ou seria ao século XXI?…

PPeggy na HQelo que pesquisei, a Peggy Carter das HQ’s surgiu como um interesse amoroso do Capitão América em alguns volumes, aparecendo frequentemente no período da II Guerra Mundial. No mundo Marvel do cinema, a agente Carter faz parte da SSR, uma agência de base científica dos países Aliados que combate a Hydra, dos nazistas malvados.

Peggy nos filmesEm entrevistas, a atriz Hayley Atwell diz que recebe muitas mensagens de meninas e de seus pais dizendo o quão maravilhoso é ter uma personagem feminina forte e determinada como personagem principal em um seriado, e que não é uma “donzela em perigo” aguardando o grande herói que a irá salvar. Inclusive, em mais de um episódio, há cenas de luta da agente Carter com o som de fundo de uma rádio-novela na qual o Capitão América aparece batendo nos nazistas e salvando a mocinha, enquanto na tela vemos Carter arrebentando a cara dos bandidos. Muito boa direção.

Agente Daniel Sousa

A caracterização da época, o clima como um todo (figurino, cenário, música) são muito bons, mas o meu elogio maior vai para o elenco. Além da agente Carter lutando em duas frentes – contra uma injustiça a Howard Stark e contra o sexismo da época – temos o agente Sousa, um soldado que acabou perdendo uma das pernas durante a guerra. Ele também precisa mostrar que é capaz de fazer um bom trabalho apesar dessa limitação física.

Howard Stark

O gênio, milionário, playboy e filantropo Tony Stark herdou muito de seu pai, Howard. O que é mais explorado na série é a parte da genialidade, com as várias invenções de Stark.

JAMES D'ARCY <3Ah, sim… E tem o Jarvis. Não a voz do Paul Bettany, mas o que seria o Jarvis original: o mordomo de Howard Stark. Mas não espere por uma dinâmica estilo Bruce Wayne e Alfred, porque o lance é bem diferente. Representado pelo ator James D’ArcyJarvis participa das aventuras com Carter – muito a seu modo, já que não é um agente treinado. E essa dinâmica entre os dois é muito interessante, pois em várias ocasiões um salva a pele do outro.

Os diálogos sobre inclusão e reconhecimento do papel da mulher (bem como o de pessoas com deficiência); a variedade de personagens; o sentimento de Carter por pensar que Steve Rogers está morto e ver no que o mundo pelo qual eles lutaram lado a lado está se transformando; enfim, é uma série que me surpreendeu.

Espero que seja renovada, pois eu quero é mais.

stan lee

Anúncios

Autor: Lis

A wicked witch.

3 comentários em “Marvel’s Agent Carter (ou o Feminismo Chutando Bundas nos Anos 40)”

    1. Sim, sim!
      E eu li no twitter da Atwell (já seguindo, praticamente my new power animal) que ela estava no Reino Unido divulgando a série, tentando levá-la pra passar na tv de lá. Segunda temporada é uma certeza 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s