Céu de maio

20170504_165537

Quando eu era feliz
Não havia rancor
Não havia sombra alguma da dor
Que um dia me abraçar viria

Quando eu era feliz
Apenas torpor havia
– Enroscado entre as pernas debaixo de suado lençol –
A promessa desfeita não havia
Se aberto como ferida pútrida em carmesim

Quando eu era feliz
Não havia o fogo que agora arde
E só aquece a mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s