Amor de Carnaval

Amor de Carnaval é assim Pula, balança, batom carmim Sapeca iá-iá, vem meu beija-flor Um dia chega Quarta de Cinzas: Varrer o chão, lavar os copos Tirar a fantasia e a purpurina Você não quis Eu continuei Colombina Mas esta carne não é só de Carnaval Meu coração é igual.

Dores, amores

O primeiro amor foi uma facada no peito Uma ferida aberta na água salgada A embriaguez etérea, a ressaca O retorno do boêmio ao bar Inefável, infalível pedestal E quando acabou, tu juravas que morreria Que não haveria outro dia - Mas o dia veio. O segundo amor foi um estilhaço de vidro Curando aquela … Continue lendo Dores, amores

Retrospectiva 2015

Teve doença, dor, depressão. Teve dúvida, desencanto, despedidas, demissão. Depois teve mais dor, temperada com desespero e desilusão. A tempestade acalmou, afinal. Veio esperança, lucidez e iluminação. Veio amor, paz de espírito e aceitação. Veio confiança com cobertura de amor próprio. E eu me fortaleci, mas permaneço flexível aos ventos e chuvas. Pode vir, 2016. Eu … Continue lendo Retrospectiva 2015