O que irá preencher o vazio de Game of Thrones na minha vida?

Desde o meio da quinta temporada, desisti de acompanhar a adaptação de Game of Thrones. Muitos foram os motivos: a falta de sentido e coesão no roteiro, as muitas (MUITAS!) mudanças com relação aos livros, a violência contra a mulher em situações desnecessárias... Enfim, eu fiz o que achei melhor: parei de dar audiência - … Continue lendo O que irá preencher o vazio de Game of Thrones na minha vida?

Terry Pratchett e Patrick Rothfuss falam de fantasia

A linda da Camila Fernandes nos fez a todos o grande favor de traduzir parte de uma belíssima entrevista dada pelo Terry Pratchett, e eu me sinto no dever de republicar e dividir mais um pouquinho com o mundo.
Eu escrevo fantasia. Minha mente revolve em fantasia – urbana e de terror, algumas um pouco psicológicas; mas tudo é fantasia – e não há nada que me complete mais que isso. Meus livros favoritos são deste gênero. Meu sonho, a Musa e a minha diligência permitindo, é um dia publicar um romance de fantasia. E Terry Pratchett é meu pastor, junto com vários outros. Sim, nós somos Legião.

Camila Fernandes

Patrick Rothfuss desenterrou uma entrevista que Terry Pratchett deu em 1995 ao jornal TheOnion. Para quem não sabe, Rothfuss é um proeminente escritor de fantasia, autor da série A Crônica do Matador do Rei, cujos primeiros dois volumes, o premiado O Nome do Vento e O Temor do Sábio, foram publicados no Brasil pela Editora Sextante. Já Sir Terry Pratchett, que morreu em março deste ano, é considerado um dos maiores nomes da fantasia de todos os tempos, autor de vasta obra, com destaque para os 40 livros da série Discworld, alguns dos quais foram lançados aqui pela Conrad e pela Bertrand Brasil.

Mas você nem precisa conhecer tais livros para se deliciar com a entrevista com Pratchett que Rothfuss desencavou (e que mudou a vida dele). Traduzi o trecho que mais me interessava e alguns comentários do próprio Rothfuss. Também tomei a liberdade de colocar…

Ver o post original 1.105 mais palavras