Oito de Março de 1950?

Passei este Oito de Março em casa, com um belo torcicolo como companhia há 24 horas - e que possivelmente fará de tudo para estender sua permanência até o fim de semana. Tentei estudar, não consegui; tentei ler, mas foi em vão. Tentei escrever... Pior ainda. Daí eu leio sobre o discurso que o presidente … Continue lendo Oito de Março de 1950?

Anúncios

Tem que rir

Ontem à tarde, no jornal local, assisti a uma reportagem falando sobre os desafios enfrentados pelas mulheres no mercado de trabalho. O jornal visitou uma fábrica da indústria automobilística da região e algumas funcionárias desta multinacional falaram a respeito do assunto. A íntegra da matéria está aqui. Uma das entrevistadas disse o seguinte: _ Aqui na … Continue lendo Tem que rir

Americanah, de Chimamanda Adichie

Ontem, 20 de novembro, terminei de ler o romance Americanah, da Chimamanda Adichie. O título é uma brincadeira com o modo de uma personagem pronunciar a palavra "americana". É importante dizer que levei apenas oito dias para terminar essa delícia de história com um pouco mais de quinhentas páginas. O estilo da Chimamanda é muito envolvente, … Continue lendo Americanah, de Chimamanda Adichie

Conversas

Duas mulheres conversam. A mais velha, acometida por uma doença, encontra-se convalescente e anseia por retomar sua rotina. Nunca lhe foi tão penosa a falta do trabalho - não só financeira mas também psicologicamente. Suas crises de tensão pré-menstrual transformaram-se em uma entidade própria, que a visita em intervalos agora não tão regulares. Dependendo do … Continue lendo Conversas

Não precisamos de outro herói, mas sim de uma Imperatriz Furiosa

Finalmente assisti a Mad Max: Fury Road ontem. Pela primeira vez depois de um longo tempo, fui ao cinema com as expectativas na estratosfera. Não costumo fazer isso porque geralmente acabo saindo perdendo, mas depois de ter lido tantas resenhas e comentários, não pude evitar. Que filme. Que filme! Cenas de ação de tirar o … Continue lendo Não precisamos de outro herói, mas sim de uma Imperatriz Furiosa