Ser brasileiro, com muito orgulho, com muito amor – a cada quatro anos

Sempre gostei de Copa do Mundo, desde bem pequena. Lá em casa fazíamos tudo: torcer pela seleção, reunir família, amigos, acompanhar todos os jogos, cantar o hino (muito bem aprendido), jogar o chaveiro no chão e dizer que o time adversário "tá amarrado" e outras mandingas.Agora, já adulta, há uns cinco anos venho acompanhando a Copa … Continue lendo Ser brasileiro, com muito orgulho, com muito amor – a cada quatro anos